Paralisação Nacional reúne Servidores Técnicos da UFPI

A  manhã dessa quarta-feira (24),  na Universidade Federal do Piauí, foi marcada pela paralisação dos  Servidores Técnicos da instituição, que disseram não a toda e qualquer precarização  do trabalho público.

Em entrevista  as emissoras locais de televisão, o presidente  do SINTUFPI,  Sr André Gonçalves saiu em defesa  dos Hospitais Universitários e contra a sessão dos trabalhadores estatutários à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), além de defender a reorganização da UFPI, com a implantação das 30 horas, para todos os campi da instituição. O presidente aproveitou a oportunidade para lembrar que os trabalhadores terceirizados, são vitimas constantes de assédio moral e do atraso de salários.

 

O movimento também é contra a PEC 395/2014, que se aprovada, vai fazer  cobrança dos cursos de especialização nas universidades federais de todo o Brasil, contra a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp) e as demais propostas de Previdência Complementar e se mostra contrário ainda  à reforma da Previdência.

 

O ato começou bem cedo, às 6 horas da manhã, com o fechamento da Biblioteca central da universidade, logo depois houve panfletagem e em seguida os servidores se dirigiram para a Reitoria da universidade, onde protocolaram a pauta de reivindicações.

 


Em: 24 de Fevereiro de 2016 às 19:43

Carteirinha SINTUFPI

Filie-se

Jornal Informativo


Links Úteis